Produções Científicas

SESSÃO SOLENE EMPOSSA OITO NOVOS INTEGRANTES DA ACADEMIA DE LETRAS DA POLÍCIA MILITAR


Postado em 24 de maio de 2018 às 11:25:00

A Academia de Letras João Guimarães Rosa (ALJGR/PMMG), da Polícia Militar de Minas Gerais, empossou oito novos acadêmicos nessa quarta-feira (23), em uma solenidade no Auditório Teatro Inconfidentes, no Clube dos Oficiais da PM. Estiveram presentes na Sessão Solene de Posse autoridades, familiares e amigos que prestigiaram o momento de reconhecimento desses autores de obras com grande valor doutrinário e literário.
Após a abertura e apresentação do Conjunto de Metais da Orquestra Sinfônica da PMMG, e Invocação Acadêmica, os novos Acadêmicos foram empossados com o momento do compromisso, assinatura do Termo de Posse e recebimento da Medalha João Guimarães Rosa, além da insígnia e diploma.
No discurso do Major Flávio Santiago, orador convidado para proferir o discurso de recepção aos empossados, foi feita uma narrativa de ficção em que os principais jornais e tablóides mundiais noticiaram o fato de que, em Belo Horizonte, o Coronel Klinger Sobreira de Almeida e os novos acadêmicos, haviam encontrado a fórmula da imortalidade, causando grande comoção mundial. A narrativa foi uma analogia ao fato de que quando uma pessoa entra para a Academia de Letras ela se torna um “imortal” pela sua atuação e obras produzidas.
A professora Maria de Lourdes Costa Dias Reis é uma das duas mulheres e uma dos três civis da turma de oito novos acadêmicos. Ela já era membro da ALJGR, mas foi empossada na sessão na categoria mais elevada da Academia. Mestre em História, a professora universitária lançou há uma semana o 14º livro, “As Negras Batinas da Conjura de Minas”, sobre os padres da Inconfidência Mineira.
“Gosto sempre de pesquisar e escrever focada sobre a história do Brasil e de Minas Gerais. Tomar esse assento na academia é um incentivo para escrever mais. Pretendo ampliar a produção e o conhecimento, como o livro que devo terminar até o final do ano que vem sobre a Polícia Militar”, adiantou Maria de Lourdes, que já pertence a Academia Feminina Mineira de Letras e é autora de livros infantis, poesia, crônicas e ensaio histórico.
O presidente da Academia de Letras João Guimarães Rosa, Coronel Klinger Sobreira de Almeida, fez a mensagem final aos oito novos acadêmicos agradecendo a todos os presentes e o apoio recebido pelos parceiros da ALJGR.
Ele destacou que a academia não é uma instituição de portas fechadas e por isso recebe – como prevê o estatuto – entre seus oito novos acadêmicos três civis. “A entrada na academia é muito rigorosa e quem passa no crivo do conselho superior são pessoas com obras de extrema relevância. É importante essa oxigenação feita por civis e militares, pessoas jovens e mais experientes, porque a academia depende de pessoas”, afirmou o Coronel Klinger.

Autor: Killzy Lucena – PMMG


SERVIÇOS COM ACESSO RÁPIDO


Associação dos Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais – AOPMBM