NOTÍCIAS

AOPMBM PRESTIGIA FORMATURA DO CURSO DE TRATADORES HÍPICOS MINISTRADO NO RCAT


Postado em 11 de agosto de 2017 às 16:18:00

Seis jovens em conflito com a lei, egressos ou em cumprimento de medida socioeducativa concluíram, nessa quinta-feira (10), o curso de tratadores hípicos. Eles fazem parte da primeira turma do projeto Selando o futuro”, uma iniciativa do Regimento de Cavalaria Alferes Tiradentes (RCAT), Associação Feminina de Assistência Social e Cultura (AFAS), Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Associações Mineira de Educação Continuada e Fundação Vincentin e Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM).

O Diretor Institucional da Associação dos Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (AOPMBM), Capitão PM Hernani Pantoja, prestigiou a solenidade. “Estou emocionado. Tenho certeza que estes jovens terão novos planos e uma excelente oportunidade de trabalho para conquistarem um futuro melhor”, disse o Capitão.

A cerimônia de formatura, realizada nas dependências do Regimento, foi marcada por muita emoção. Ao todo foram três meses de curso, somando 96 horas/ aula. Foram oferecidas disciplinas como saúde do animal, tipos de marcha e equitação básica.

Em seu discurso, o Comandante do RCAT, Tenente-Coronel Maximiliano Augusto Xavier, agradeceu aos parceiros e destacou a importância do projeto.

A juíza Valéria Rodrigues, da Vara da Infância e da Juventude, também esteve presente e ressaltou que o “Selando o futuro” a faz acreditar na recuperação de jovens infratores. “Nestes 13 anos de magistratura na Vara da Infância são raros os projetos que vejo como este, que me sensibilizam para eu continuar caminhando. Projetos assim me fazem permanecer e acreditar que temos que investir na infância e na juventude”.

Ao final, a juíza provocou lágrimas dos recém-formados e seus familiares ao informar que os seis alunos haviam conquistado o benefício do desligamento da Subsecretaria de Atendimento às Medidas Socioeducativas, vinculada à Secretaria de Estado de Defesa Social, órgão responsável por coordenar a política de atendimento ao adolescente autor de ato infracional em Minas Gerais. “Vocês serão desligados nesta sexta-feira. Isso aqui já é o cumprimento da medida, então vamos seguir em frente”, finalizou a magistrada.

O Presidente da Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador, Daniel Borja, foi o paraninfo da turma. Em seu discurso, ressaltou a importância de iniciativas como esta, em um momento tão difícil no país. “Para muita gente as expectativas não são positivas, a possibilidades são limitadas. Ter a chance de recomeçar, no caminho certo é garantia de mais dignidade para cada um dos profissionais que saem hoje daqui e para suas famílias”.

Ao anunciar a contratação imediata dos recém-formados, os jovens foram novamente às lágrimas. De acordo com Daniel, eles serão absorvidos pelo Centro de Equitação e Equoterapia Gileade, em sua nova unidade, no Barreiro. A área, de sete hectares de mata nativa, foi recentemente doada ao grupo e passa por reformas para oferecer tratamento por meio da equoterapia a centenas de crianças e adultos.

Primeiro lugar no curso
Eduardo França Junior, de 19 anos, conquistou o primeiro lugar no curso. Bastante emocionado, foi presenteado pelo paraninfo da turma.

Em conversa com a AOPMBM, ele prometeu agarrar a oportunidade e ingressar no mercado de equinos. “Eu nunca tinha encostado em um cavalo na minha vida, nem gostava, para falar a verdade. Mas pela minha mãe, pela minha família, eu resolvi mudar. Em 2013, quando eu ainda era menor, eu cometi um roubo e agora, anos depois, estou pagando pelo que fiz. Quando tive essa oportunidade me dediquei e, por isso, fiquei em primeiro lugar. Agora é vida nova”, disse o jovem.

 

 

 

 

 

 

 


SERVIÇOS COM ACESSO RÁPIDO


Associação dos Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais – AOPMBM